Fale no WhatsApp Voltar ao Topo
Transparência e Prestação de Contas

Transparência e Prestação de Contas

Transparência e Prestação de Contas

Transparência e Prestação de Contas

X
Registro Profissional

Registro Profissional

Orientação e Fiscalização

Orientação e Fiscalização

Orientação e Fiscalização

Orientação e Fiscalização

X
Notas e Pareceres Técnicos

Notas e Pareceres Técnicos

Canais de Atendimento

Canais de Atendimento

Canais de Atendimento

Canais de Atendimento

X
Serviços Online

Serviços Online

49º Encontro Nacional do Conjunto CFESS-CRESS reúne representantes de autarquias e assistentes sociais em evento histórico

13/09/2022 às 11h27

Domingo (11) foi o último dia do 49º Encontro Nacional do Conjunto CFESS-CRESS. Iniciado na quinta-feira (08), o evento foi precedido dos encontros descentralizados regionais e tendo caráter avaliatiavo do triênio das autarquias integrantes do Conjunto. A agenda foi intensa contemplando mesas de conjuntura e plenárias onde foram debatidos assuntos como os procedimentos de inscrição de pessoas físicas e jurídicas, emissão de DIP, cota-parte, fundo de apoio, patamares de anuidade, nova política de comunicação, código eleitoral, entre outros. 

As gestões presentes neste encontro tomaram posse em meio ao período pandêmico, o qual impôs muitos desafios de adaptação das estruturas técnicas e procedimentos para manter o funcionamento dos Conselhos. Vale considerar também o contexto de perdas humanas e sociais, materializadas nas mortes de assistentes sociais vítimas de COVID-19 e no agravamento do empobrecimento e desmonte das políticas sociais, as quais impactam diretamente nas/os assistentes sociais - na sua relação com usuários dos serviços, assim como enquanto parte da classe trabalhadora que vivencia perdas significativas de direitos e processos de precarização.

"Enfrentamos desafios de inúmeras ordens neste triênio, com destaque para a condução das entidades sob a calamidade sanitária da Covid-19, num cenário de sucateamento das políticas públicas e tantos prejuízos às conquistas da classe trabalhadora. Nesse cenário desfavorável as entidades mantiveram o compromisso com a defesa dos projeto ético-político do Serviço Social brasileiro" avaliou André França, conselheiro presidente do CRESS-PE.

Do encontro saíram deliberações importantes como: a formação de Comitês sobre Antiracismo e Anticapacitismo, de forma a aprofundar os processos já desenvolvidos nos dois campos em diálogo com o projeto ético-político do Serviço Social; indicação de implementação de cotas para negras/os, indígenas, pessoas com deficiência e LGBTQIA+ nos processos eleitorais até 2025;  maior autonomia dos Conselhos Regionais na emissão de DIPs; aprovação da nova Política de Comunicação, entre outros.

A Seguridade Social ampliada, combate ao racismo e a luta anticapacitista são pautas que estão fortemente presentes no horizonte de ação, assim para o Encontro Nacional de Seguridade Social. "Nosso projeto profissional numa perspectiva crítica é ligado um projeto societário de emancipação humana, desta forma defendemos a construção de uma sociedade livre exploração e opressões, assim, na atual conjuntura de nosso país precisamos reforçar a luta pela Seguridade Social Ampliada como política pública para que possamos atender a população com serviços qualificados e, também, promover ações de enfrentamento ao racismo e capacitismo dentro e fora de nossa categoria", afirmou Mariana Hora, conselheira do CRESS-PE e integrante do GT Anticapacitismo do CFESS.

Tais temas são fundamentais diante de um contexto de desmonte do SUAS e da urgência da defesa do SUS. "Estamos aqui para construir o futuro no presente e há muitas conquistas, muitos direitos a serem respeitados e efetivados. Nós, assistentes sociais que estamos no cotidiano dos territórios, sabemos todos os dias o custo deste país pela volta ao mapa da fome, pelo desmonte da seguridade social e toda necropolítica que mata pessoas negras, desrespeita as mulheres, as pessoas com deficiência, a população LGBTQIA+, etc. Por isso, nossa tarefa zero é assegurar a defesa da seguridade social ampliada assegurando proteção social interseccionada com ampliação dos direitos de raça, classe, gênero, pessoas com deficiência, população LGBTQIA+, povos e comunidades tradicionais, entre outros", finaliza Shirley Samico, conselheira do CRESS-PE. 

Fotos: Nataly Queiroz (CRESS-PE) e Diogo Adjuto (CFESS)

Utilizamos coockies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições. Leia mais

Perguntar Depois